Área 121+ / Ouverture 2012 design on/off

show more

Transformable objects: design in motion

Objetos transformáveis: o design do movimento

Esta edição de Area intitulada “Ouverture 2012 – design on / off” é fruto de um longo trabalho de pesquisa, que constitui o objeto da homônima mostra organizada em Milão, durante o “Salone del Mobile”, no espaço Emporio, na Via Tortona 31, centro nervoso da eventos “Fuori Salone”.
A redação trabalhou portanto, como uma espécie de centro de pesquisa, dedicado à coleta de materiais, artigos, de técnicas e de métodos de design que atraem, seguindo a temática do movimento e transformação, no âmbito do desenho industrial. O objetivo principal do trabalho, foi a identificação e posterior análise desses objetos, com capacidade de expressar o seu funcionamento através da ação de abrir e fechar; objetos que demonstram o seu valor ao revelar, na metamorfose; objetos dinâmicos que possuem uma mecânica específica, mais ou menos sofisticada, no entanto caracterizada pela presença de um sistema que, permite a possibilidade de modificar as suas dimensões, a sua própria consistência e portanto, as possibilidades de utilização.
O tema da mudança e em particular da abertura e do fechamento, é apresentado através da análise de uma grande coleção de objetos  – casos de estudo – que marcaram a história do projeto e, com isso, gestos, ações e comportamentos diários; produtos industriais ou protótipos simples projetados pelos mais renomeados nomes do design, mas também de capazes técnico, expressando o específico know-how das diversas empresas produtoras.
A revista, e conseqüentemente a mostra, apresentam então, uma restrita seleção dos muitos itens coletados e organizados por tipo de uso. A pesquisa e todo o processo cognitivo, próprio “da ação Overture”, foram realizados com a colaboração de personalidades provenientes de diferentes áreas profissionais e culturais, cada um dos quais elaborou e forneceu a sua própria interpretação em termos histórico-cultural, projetual e tecnológico, sobre o tema do movimento.
Vittorio Marchis, Professor de História da Tecnologia no Politécnico de Turim, analisou a questão do ponto de vista específico da gênese dos componentes, e do estudo dos mecanismos que permitem o movimento de abertura e fechamento de objetos, por meio de três sintéticos, como eficazes, ensaios-narrativas: “a isométria da mecânica”, “o teatro de objetos se abrem” e “dentro da porta”, considerado a essência e fundamento da mais simples atividade e freqüente ação cotidiana no âmbito doméstico.
Uma adicional e espetacular análise crítica, é oferecida pelo artista e diretor Dimitris Kozaris, que explorou através de episódios e imagens emblemáticas que atravessaram a história do cinema (de Metropolis a Sliding Doors), o significado de abrir e fechar uma porta, uma luz, um jantar, mas também uma relação, bem como de qualquer outro objeto ou condição de vida ligados à habitação.

Laura Andreini

Download capa e índice

Download introdução de Laura Andreini