Área 122 / Sustainable Way

show more

Sustainable way

O caminho para a sustentabilidade

Há termos que simplesmente definem objetos ou situações, outros que se limitam a descrever as características adjetivando-as, e outros ainda, como são hoje os universalmente reconhecidos para o termo “sustentabilidade”, capazes de revelar cenários profundos e amplos, essenciais para a qualidade de vida, necessários para a sua dimensão cultural e ética. O conceito de “sustentabilidade”, que foi formulado pela primeira vez em 1987, agora já estendeu seu significado para áreas transversais em relação aos diversos âmbitos industriais e disciplinares: desde o econômico e social até o ambiental.
Como se sabe, o Protocolo de Kyoto sancionou a extrema necessidade, por parte dos governos do mundo, de um nova responsabilidade, industrial e produtiva, que visa a criação de condições de vida e trabalho focadas em encontrar modelos operativos com baixo impacto ambiental. A consciência geral de emergências climáticas relacionadas com o obrigatório desejo de reduzir as emissões de CO2 na atmosfera, uma das principais causas da elevação global das temperaturas, hoje conferem ao termo “sustentabilidade”, uma dimensão necessária para a própria existência de vida na Terra.
Depois de anos de consumo não controlado, de qualquer tipo de recurso ambiental, a partir do território, foi finalmente estabelecida na opinião pública a idéia de que não há desenvolvimento e, portanto, bem-estar, sem uma relação equilibrada com o meio ambiente e com o contexto que nos circunda. As previsões de crescimento demográfico relativos a população mundial,que indicam que, em 2050, dois terços dos habitantes da Terra estarão concentrados nas áreas metropolitanas, e o conhecimento de que mais de 35% da energia produzida no mundo é usada para satisfazer necessidades relacionadas à habitação, abrangeram a arquitetura em uma obra de reformulação cultural e reflexão sobre os valores e necessidades relacionadas às atividades humanas. Arquitetura não que dizer, em uma forma estritamente disciplinar, mas num sentido mais amplo que engloba desde o campo e a cidade, até a edificações, as técnicas de construção e os materiais de construção.
Marco Casamonti em poucas palavras, o horizonte de ações ligadas às mudanças no contexto natural e ações do homem, através a sua incessante obra de construção de infra-estruturas e  artefatos necessários ao cotidiano contemporâneo, desempenha um papel fundamental em encontrar o delicado equilíbrio que reconhecemos no termo “sustentabilidade”, um equilíbrio que significa respeito das diversidade, atenção na utilização dos recursos naturais, pesquisa tecnológica na produção de energia, a partir de fontes renováveis ligadas à capacidade de recuperar estilos e modos de vida anteriores à descoberta e uso dos combustíveis fósseis.

Marco Casamonti

Download cover and index

Download introduction of Marco Casamonti

Download Olympic and Paralympic Sustainable Games of Laura Andreini

Download GEL – Green Energy Laboratory