Lonely Living

Giardini di Castello, Veneza - Itália / 2002
Arquitetura, Interiores

show more

A exposição “Lonely Living. A arquitetura do espaço primário”, foi realizada no âmbito da VIII Bienal de Arquitetura em Veneza. Dezoito modelos de edifícios em escala 1:1 elaborados pelos arquitetos selecionados para os mesmos hipotéticos clientes. O projeto, dedicado ao artista Franco Ionda, baseia-se na idéia de subtração da matéria: um cubo de madeira de quatro metros de cada lado, esculpido ao ponto de identificar uma “laugeriana cabana primitiva”, que abriga os poucos mais indispensáveis atos vitais de uma existência dedicada à arte. A percepção do espaço vai além das categorias relativas ao tamanho e uso: a cama / abrigo para dormir e refletir, é uma grande banheira preenchida com óleo de linhaça cujo cheiro, contribui para a profunda imersão dos sentidos em uma obra de arte vivenciada, que se traduz o viver como pura afirmação de ser. O edifício, entre a construção e a caverna, entre a erosão e a célula elementar, é a soma das camadas de madeira sobrepostas: o conjunto é concebido como um pseudo-arco etrusco, composto de planos paralelos, propositadamente privado de tecnologias e refinamentos construtivos.

ProgramaDesign de interiores
LugarGiardini di Castello, Veneza - Itália
Projeto2002
ClienteAid’A Agenzia Italiana di Architettura
Sistema ElétricoMartini Illuminazione, Alberto Mantovani
CompaniaFima Cosma Silos S.r.l.
Estruturaaei progetti - Niccolò De Robertis
Superfície construída900 mq
Volume270 mc