Ubpa B3-2 pavillon world expo 2010

Xangai - China / 2007-2010
Arquitetura, Públicos

show more

O padigione é, por uma solicitação da Expo, um simples galpão retangular de 78 por 28 metros, dentro completamente livre em modo a realizar um espaço neutro, desprovido de pilares intermediários, capaz de acomodar as instalações das cidades que participam do evento, escolhidas sucessivamente em Bolonha, Shenzhen e Seul. Uma vez que o trabalho faz parte do programa de cooperação entre a Expo e o Ministério Italiano do Meio Ambiente, o projeto confiado ao estúdio Archea, como resultado de uma competição por convite, transformou a idéia do invólucro de origem industrial e o tema da caixa neutra, em um mecanismo de difusão de luz natural; o espaço resulta assim tão iluminado e irradiado durante todo o dia, e consequentemente sem a necessidade do consumo de energia. O telhado é projetado como uma estrutura a galpão, atravessada por feixes com estrutura de aço, revestida de forma a constituir uma sequência de superfícies refletoras que se espalham a luz zenitalmente.
A construção foi concebida em modo a consentir o reaproveitamento e a recuperação do edifício, desenhado para ser desmontado e remontado em outro lugar. Todo o elemento é realizado com estrutura de aço e tecnologias a seco, que permitem a recuperação de mais do que 90% dos componentes utilizados na construção. As paredes exteriores de fechamento, são feitas e realizadas como um muro de grande espessura e alta capacidade térmica, através da estratificação das camadas que, a partir de dentro para fora, prevê a aplicação de folhas furadas de gesso cartonado, e uma fileira de janelas quadradas com tamanhos variáveis, dispostas obliquamente em relação à vertical.
Uma câmara de ar interna, painéis metálicos, com espumas de poliuretano interpostas, para o isolamento térmico e acústico, são ancoradas aos simples pilares feitos com perfis em forma de “H”, uma segunda câmara de ar, posicionada na espessura ocupada pela subestrutura secundária, e a pele exterior feita com molduras de alumínio, cobertas com tecido de silicone, transformam o prédio em uma superfície suave e vibrante. O invólucro, em meio do caminho entre a espacialidade evertida de Castellani e as últimas experiências ópticas, renúncia a uma competição obrigatória em relação ao plano volumétrico com que os outros pavilhões expositivos defendem o próprio papel, interferindo o lugar de passagem. A praça coberta, o pátio percorrível, através da criação de quatro grandes portas contrapostas, recortadas sobre a superfície em modo a permitir a passagem, não interrompem o percurso ao longo da área das Urban Best Practice.

ProgramaPavilhão de exposições
LugarXangai - China
Projeto2007-2010
ClienteWorld Expo Shanghai 2010 Holding Company
Custo€ 2.000.000
CompaniaShanghai Construction Company
EstruturaFavero&Milan ingegneria S.r.l.
Superfície do terreno3.000 mq
Superfície construída2.000 mq
Volume30.000 mc