Laura Andreini

LAURA ANDREINI

Sócia fundadora do estúdio Archea Associati, se graduou com honras em 1990 pela Faculdade de Arquitetura de Florença, onde em 1997 conquistou o título de doutorado com uma tese intitulada “A permanência do conceito de proporção desde a renascença até a modernidade através do modelo do edifício fiorentino”, supervisionado por Anthony D’Auria com o qual, desde 1992, colabora no âmbito do curso de “design e arquitetura de interiores”.

Inicia assim, uma intensa atividade didática que vem desenvolvendo ao longo dos anos, juntamente com àquela profissional e de pesquisa.

Atividade didática

Em 1997/98 inicia a colaborar no modulo de “Teoria da pesquisa arquitetônica contemporânea” para o Laboratório de projetação, do prof. Fabrizio Rossi Prodi, e no modulo de “caracteres tipológicos e morfológicos de arquitetura”, para o Laboratorio de Projetação, do prof. Aurelio Cortesi, repetindo-os para os anos letivos de 1998/99 e 1999/00. O curso trata do estudo dos caracteres tipológicos e morfológicos da arquitetura, com especial referência para o modelo do edifício florentino do Renascimento, desenvolvendo sucessivamente os elementos da continuidade entre a tradição clássica e a tradição do moderno e realizando uma análise da arquitetura e seus protagonistas dos anos cinqüenta e sessenta do século XX, na Itália. Em 1999, venceu o concurso para pesquisador de “Composição arquitetônica e urbana” no Departamento de Projeto de Arquitetura da Universidade de Florença e inicia a colaborar com o Laboratório de Projeto Arquitetônico I para o ano letivo 1999/00. O atividade didática é dividida entre as aulas teóricas, exercícios práticos e revisões coletivas dos trabalhos, realizados individualmente pelos estudantes. Na mesma Faculdade se ocupa do ensino de Composição Arquitetônica e é atualmente titular do curso de Decoração e Desenho Industrial e do Laboratório de Projetos de Arquitetura e para o curso de formação universitária em Ciência da Arquitetura.

Atividade profissional

Em 1988, com Marco Casamonti e Giovanni Polazzi, fundou o estúdio Archea Associati, que realiza atividades de projeto e de pesquisa no campo da arquitetura e desenho industrial, colaborando com alguns dos principais fabricantes de componentes para a arquitetura e utilizando o âmbito profissional como campo de revisões das posições assumidas nos confrontos da cultura arquitetônica contemporânea. Com o estúdio Archea participa de alguns dos mais importantes concursos nacionais e internacionais de arquitetura obtendo numerosos reconhecimentos e prêmios: o primeiro prêmio, em 1998, pelo concurso do pólo direcional e comercial di Calenzano em Florença (com Ipostudio e Di Franco), o terceiro prêmio, em 1999, pela nova sede da Faculdade de Arquitetura de Veneza. Venceu, em 2003, o concurso para a ampliação do porto de Savona (com 5 +1 e Pellegrini) e também para a projetação, melhoramentos e adequação normativa do Camping Michelangelo em Florença, e, em 2005, a competição internacional a convite, promovido pela Pirelli RE e Morgan Stanley – empatando com Michael Maltzan Arquitetura – pela ex área Ansaldo de Milão na zona de Grande Bicocca. Nos últimos anos, se ocupou das projetações de várias vinícolas, além da Cantina Antinori, em San Casciano Val di Pesa, e na China, da vinícola Shangri-la Winery em Penglai, e atualmente em construção, o complexo de Guizhou Winery e Changli Winery. Seguiu o projeto do Villaggio Sportivo para os Jogos Asiáticos realizados em Doha, em 2006, e da Li Ling World Ceramic Art City, na China, que está em construção. Desde 2006 tem participado de várias competições na China, incluindo, em 2011, para o Meixi Lake Cultural Center de Changsha, projetado sobre a base do plano diretor do estúdio nova-iorquino KPF, e um para o plano diretor do novo distrito da cidade chinesa de Zhengzhou. Também em 2011 foi convidado a competir para um hotel em Doha, no Qatar, no qual o estúdio saiu vencedor. A maioria das obras de arquitetura concluídas, além de serem publicadas nas principais revistas e livros internacionais (Abitare, Casabella, Domus, L’Arca, na Itália, A&V Disegno interior, na Espanha, AIT e Detail na Alemanha, etc. ) foram selecionadas para importantes exposições e mostras de arquitetura.

Atividade de pesquisa

A atividade de projeto e atividade didática, combina ao longo dos anos, um intenso trabalho de aprofundamento e reflexões críticas no âmbito da projetação arquitetônica. A atividade de aprofundamento dos temas da arquitetura dentro das disciplinas e questões relacionadas com a composição e o projeto arquitetônico, é expressa, de acordo com o confronto direto que o debate e a cultura arquitetônica contemporânea proporcionam, através de revistas de arquitetura e publicações especializadas. é realizado em comparação direta que o debate e a cultura arquitetônica contemporânea vivo através de revistas de arquitetura e publicações especializadas. Desde 2002, colabora ativamente com a revista D’Architettura, aonde faz uma contribuição teórica sobre o tema da da arquitetura contemporânea na Itália, em 2005, iniciou a fazer para o conselho editorial da revista. Depois de colaborar como redatora, iniciando em 1997, desde 2003 ocupa o cargo de vice diretora da revista Area, publicada por Il Sole 24 Business Media. Fazem parte também, complementando a atividade pesquisa no âmbito de projeto, as numerosas participações e concursos italiano e internacionais e a participação a exposições e conferências, incluindo a participação a “VI mostra de Arquitetura da Bienal de Veneza”.