Museu Rodoviário

Salerno-Reggio Calábria, Itália / 2006
Arquitetura, Landscape

show more

com Pietro Carlo Pellegrini e Studio Franchi Lunardini Partners

O concurso identifica uma área no km 41 da rodovia A3, a ser integrada paisagisticamente com um museu destinado a exposição dos achados arqueológicos encontrados na áreas circundantes. O projeto envolve a construção de um grande disco com um diâmetro de mais de 230 metros suspenso sobre a auto-estrada, concebido como um híbrido entre um novo solo e uma cobertura. Um prédio plano que marca contemporaneamente a escala do território, atravessado por pistas, por pontes, podendo ser transitado, aonde se pode estacionar, parar, além de ser uma central de produção de energia renovável através da implementação no seu teto, de uma grande superfície coberta por painéis fotovoltaicos. O disco apresenta um quadro físico não material, aonde os caminhos e espaços relativos aos três temas das exposições (arqueologia, natureza e história da auto-estrada) estão interligados entre si, com as atividades relativas às recepções e eventos solicitados. Os volumes acima do solo, áreas destinadas para os serviços e estacionamento e o espaço aberto, são concebidos como uma paisagem modelada pelos elementos arquitetônicos, onde o solo é articulado através de sulcos e depressões que formam jardins e caminhos que se dissolvem no contexto.

ProgramaValorização da paisagem e museu rodoviário
LugarSalerno-Reggio Calábria, Itália
Projeto2006
ClienteANAS S.p.A.
Custo€ 20.000.000,00
EstruturaGiuliano Sauli
Superfície verde15.000 mq